Os benefícios da atividade  física associada a boa alimentação

Os benefícios da atividade física associada a boa alimentação


Nos últimos anos, a procura da população por academias tem sido crescente. No início, as pessoas, principalmente do sexo feminino, procuravam as academias buscando a beleza física e a atividade preferida era “ginástica localizada”. Atualmente, indivíduos de todas as idades estão procurando exercer atividade física com o objetivo principal de melhorar a saúde e a qualidade de vida.

A prática regular de atividade física contribui para o controle do peso corporal e outros benefícios e ainda hoje temos várias modalidades de atividades física para todos os gosto, dentro do aeróbico e localizado para queimar  aquela gordurinhas que tanto incomoda e  um fortalecimento global para o corpo.

CASALt

A prática de atividade física, promove o bem-estar físico e psicológico!

Mas infelizmente, esquecemos de um item principal para que  todo o rendimento da atividade seja 100% proveitosa. A prática de exercícios físicos isoladamente não garante uma vida saudável, mas sim acompanhada de uma alimentação adequada e balanceada.

 A alimentação é um fator fundamental para garantir um bom resultado. Por isso, ela deve ser equilibrada e completa, permitindo que o corpo realize todas as suas funções adequadamente e alcance uma boa performance.

Muitas pessoas acreditam que comer antes e depois do exercício físico não é necessário, mas é sim muito importante e indispensável, pois ao realizar uma atividade em jejum o corpo não tem a energia que vem dos carboidratos e na ausência desta, o corpo em exercício ira utilizar outra fonte alternativa de energia que será a das proteínas, comprometendo a função das mesmas.

A ausência da energia proveniente de carboidratos poderá provocar fraqueza e indisposição prejudicando assim o desempenho do praticante de exercício físico, pois durante a prática da atividade física, ocorre uma diminuição do glicogênio muscular e com esta diminuição o nosso organismo passa a utilizar a glicose que é proveniente dos carboidratos da dieta.

Os carboidratos podem ser de Alto ou Baixo Índice Glicêmico. Os carboidratos de Alto Índice Glicêmico são rapidamente absorvidos pelo organismo, ocasionando um aumento do nível de glicose no sangue.

A dieta de uma pessoa que pratica atividade física deve ser composta por alimentos de fonte de carboidratos devendo ter até 65% do total de calorias fornecidas pela alimentação, já as proteínas devem ter consumo de 15% e lipídios (gorduras) de 20% do valor energético diário. Outro item indispensável é o consumo de água, para ter uma hidratação adequada e repor a perda hídrica com as atividades e ter um bom desempenho no exercício.

comer

“Uma correta nutrição ajuda a evitar a fadiga, otimiza o período de recuperação, diminui o risco de lesões, além de  garantir a correta reposição dos estoques de energia”.

 

Uma correta nutrição ajuda a evitar a fadiga, otimiza o período de recuperação, diminui o risco de lesões, além de  garantir a correta reposição dos estoques de energia. Por outro lado, não atingir as demandas nutricionais adequadas pode prejudicar a recuperação pós-treino e comprometer a saúde dos indivíduos.  Por isso, é indispensável o acompanhamento de um nutricionista para avaliar quais nutrientes deverão ser inseridos na alimentação do praticante, de forma que ele alcance seus objetivos sem desenvolver uma carência nutricional.

Sem contar com os resultados rápidos obtidos. Não há nada melhor do vestir aquele vestido que você tanto ama sem marcar a barriguinha não é mesmo???

Eu que o diga sou fiel a minha nutricionista que sempre está me orientando e me dando algumas dicas. Sabemos que não é tão fácil e nem tão  simples assim é muitas vezes não resistimos as tentação, confesso!

Então, aqui vai algumas dicas pra quem quer ter uma boa alimentação aliada aos exercícios físicos!

É preciso comer antes e depois

É muito importante não iniciar um exercício em jejum, pois a energia que o seu corpo irá utilizar será a que provém dos carboidratos e na ausência desta, este processo natural não ocorrerá obrigando desta forma o corpo a utilizar outra fonte alternativa, as proteínas, por exemplo, o que irá comprometer a função delas. Deve-se durante o dia realizar no mínimo cinco refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar, todos eles intercalados por pequenos lanches). Procure sempre conciliá-las para que elas possam ocorrer antes e depois do exercício. A ausência do alimento, poderá provocar fraqueza e indisposição prejudicando assim o desempenho do indivíduo e suas funções orgânicas.

Evite a desidratação

Outra dica muito importante e bastante conhecida é quanto à hidratação corporal. Durante a prática da atividade física deve-se ingerir bastante líquido, antes mesmo que venha surgir à sensação de sede, a fim de evitar a desidratação.

Alimentação balanceada

A prática de exercícios físicos isoladamente não garante uma boa qualidade de vida. É preciso manter também uma boa alimentação. Ela deve ser rica em carboidratos, onde o glicogênio, que é a principal forma de armazenamento, será a fonte de energia utilizada durante o exercício do corpo. As fibras e os cereais integrais(aveia, pão integral, granola, arroz integral entre outros) devem ser priorizados; como também as frutas, verduras e legumes devem estar diariamente nas refeições. Quanto às proteínas, elas devem ser consumidas em menor quantidade quando comparada aos carboidratos. Ela será a fonte de aminoácidos para o corpo. Leite e derivados, carnes e ovos supre facilmente as recomendações de proteínas, que seria 10-15% do valor energético total, considerando uma dieta de 2000kcal. O excesso de proteínas pode sobrecarregar os rins devido às altas taxas de filtração de compostos nitrogenados. As gorduras devem compor a dieta em mínimas quantidades, mas não devem ser excluídas totalmente da alimentação. Elas servirão de transporte para as vitaminas lipossolúveis e também como reserva energética.

Dieta tem que ser individual

Para quem está acima do peso ou deseja ganhar massa muscular, muitas vezes sente-se tentado a adotar “dietas prontas” ou até mesmo pertencentes a pessoas próximas. Aderir a uma dieta alheia ou inventada é perigoso, pois ela foi feita para atender as necessidades nutricionais de outro indivíduo e não as suas.

Manter o corpo em movimento e uma dieta saudável é a combinação ideal para quem deseja viver bem e com saúde. Além disso, esta prática contribui para uma velhice com saúde e vitalidade para realizar funções diárias que nessa fase começa a se torna um pouco mais difíceis.

O negócio mesmo e ter foco e procura um nutricionista que  poderá orientá-lo quanto a uma alimentação saudável que irá garantir seus objetivos sem prejudicar suas funções corporais.

Eu já tenho a minha, querida Andrezza Fernandes!

E você está esperando o que, procure a sua  nutricionista e tenha um ótimo resultado com as atividades física.

danni_andrezzaDanielle Dantas

Fonte : RBNE – Revista Brasileira de Nutrição Esportiva