Inverno e treino ... ohh preguiça!!

Inverno e treino … ohh preguiça!!


Por Danielle Dantas

Como BH deu uma esfriada né pessoal, e com isso temos tendência em ficar mais preguiçosos e comer bem mais do que o de costume!
Isso ocorre devido ao efeito chamado termogênese — quando comemos o nosso corpo libera calor e ficamos um pouco mais aquecidos. Acabamos comendo mais do que o necessário para gerar calor, e aí engordamos.
Mas como lidar com essa situação e não sair à rotina da atividade física?
É preciso:
Aumentar o gasto calórico
Manter o metabolismo acelerado.
O gasto calórico corresponde à energia que gastamos durante o dia. Portanto, é muito importante fazer exercício, movimentar-se. O exercício acelera o metabolismo, daí a importância de que seja bastante frequente, se possível diariamente. A musculação vem sendo apontada como uma grande alternativa, pois além dos diversos benefícios à saúde, é capaz de promover o aumento da massa muscular. Um corpo com maior quantidade de massa muscular tem um metabolismo mais acelerado e isso facilita o controle de peso.
Conheça táticas para continuar a atividade física no frio e manter a forma.

Praticar atividade física exige uma disposição considerável para muita gente. Quando os termômetros começam a cair, o desafio torna-se ainda maior. É preciso muita força de vontade para levantar da cama e manter a rotina de exercícios, mesmo naqueles dias em que o clima convida a continuar mais um tempinho debaixo das cobertas.

– Combine uma espécie de “serviço despertador” com a sua academia ou persona traine, pedindo para que lhe telefonem meia hora antes do horário em que você costuma iniciar a sua atividade física. Assim, fica mais difícil desistir de sair de casa;

– Se você malha pela manhã, não pense duas vezes quando o despertador tocar – saia logo da cama. A tática de ficarem “só mais cinco minutinhos” na cama acaba levando à desistência;

– Outra opção para quem se exercita cedo é trocar o horário da atividade temporariamente. Avalie a possibilidade de ir após o trabalho, quando a parte mais difícil – sair da cama – já foi feita;

– Crie o hábito de praticar exercícios com um amigo ou um grupo. Quando outras pessoas estão envolvidas na tarefa, o estímulo para comparecer é maior;

– Procure lembrar-se da sensação provocada após o exercício, o bem estar que ele proporciona o relaxamento e a sua sensação de satisfação após cumprir essa meta;

– Quem costuma praticar atividade física ao ar livre pode optar por frequentar uma academia nos meses mais frios, e assim não sofrer tanto com a temperatura externa;

– Atividades na água podem desanimar os mais friorentos, mesmo em piscinas aquecidas. Pense em explorar outras possibilidades na academia durante o inverno. Exercícios aeróbicos espantam o frio rapidamente e podem ser seguidos por atividades como ginástica localizada e alongamento, pois o corpo já estará aquecido, facilitando o processo;

– Lembre-se de que, assim como você, muitas outras pessoas estarão com preguiça de ir para a academia. Logo, quem comparece, acaba tendo um atendimento mais personalizado e atencioso, já que o número de alunos é menor;

– Se você fez um plano longo na academia, pense no dinheiro que está sendo gasto e obrigue-se a comparecer, no mínimo, três vezes por semana para justificar o pagamento;

– Invista em um guarda-roupa de inverno para malhar confortavelmente, sem passar frio, e claro, não deixe que as peças fiquem apenas enfeitando o cabide;

– No inverno, muita gente descuida da aparência por andar com o corpo mais coberto. Não esqueça que, para estar em forma no verão, é preciso malhar o ano todo. São necessários ao menos três meses de atividade física para perceber mudanças estéticas;

– Quando você para de treinar, o corpo começa a voltar à sua velha forma em apenas duas semanas, ou seja, todo o esforço feito em meses para conquistar uma silhueta melhor, será perdido em poucos dias;

– Quando está frio, o metabolismo acelera para manter a temperatura corporal. Quem mantém o ritmo do treinamento durante essa época, tem mais facilidade para emagrecer – caso não cometa excessos alimentares, claro;

– Pessoas com problemas respiratórios, que malham ao ar livre, tendem a sentir mais dificuldade no frio. O segredo para evitar problemas é manter um bom nível de hidratação, para que as vias respiratórias não ressequem;

– Aumente o tempo de alongamento (de 30 segundos a um minuto) e aquecimento (dez minutos, no mínimo) durante o período mais frio, assim você evita lesões, mais propícias nesta época do ano, e continua a sua atividade sem interrupções.