Crítica de Filme - A Forma da Água concorre a 13 estatuetas

Crítica de Filme – A Forma da Água concorre a 13 estatuetas


“A Forma da Água” chega hoje aos cinemas. Escrita, dirigida e produzida por Guilherme Del Toro. Para quem não sabe os filmes “O Labirinto do Fauno”, “Hellboy”e “A Espinha do Diabo” são do diretor.

Ao assistir “A forma da água”, é claramente notório que o filme foi feito com muita paixão pelo cinema.

Cheio de elementos da época de Ouro de Hollywood, como por exemplo, a trilha sonora, clássicos de Alexandre Desplat, Benny Goodman, Glen Miller e até Carmem Miranda compõe a trilha.

O filme ao trazer muitas menções a velha Hollywood, lembrou-me um pouco o filme vencedor do ano passado “La La Land”. A academia que vota no Oscars adora isso, tanto que “A Forma da Água” está correndo a 13 categorias.

Além de  já ter levado vários prêmios como o de Filme do Ano, do American Film Institute, e o Leão de Ouro no Festival de Veneza e Guilherme já levou os prêmios de direção do Globo de Ouro e do Critics Choice.

Além da trilha, outros elementos como o próprio monstro faz referência ao filme “O mostro da Lagoa Negra” e a semelhança do amor utópico em ‘A Bela e a Fera”. Não é um filme que vai agradar a todos, mas se você se deixar levar fica bem interessante.